COMO USAR O MAGNÉSIO PARA ALIVIAR DORES ARTICULARES
Artigos

COMO USAR O MAGNÉSIO PARA ALIVIAR DORES ARTICULARES

By 30 de setembro de 2020No Comments
Dor articular

Hoje, vamos falar como você pode utilizar o magnésio para melhorar as dores articulares. Se você sofre com o problema, sabe que isso é algo altamente limitante e que prejudica a sua vida.

Você deixa de viver momentos bons com seus amigos ou parentes, evita praticar esportes ou simplesmente, ter a liberdade que tinha antes de sofrer com dores articulares.

Provavelmente, você já passou por uma das três situações abaixo.

Primeira situação

Você foi ao médico, ele receitou o anti-inflamatório e você acreditou que aquilo iria solucionar o problema. Muitas vezes, além do remédio não resolver, pode até piorar, pois o anti-inflamatório pode bloquear a regeneração que é feita pelas suas células. Ele evita que as suas células inflamatórias se transformem em células regenerativas, curando uma lesão que você possa ter tido.

O anti-inflamatório também pode sobrecarregar o organismo, porque, na maioria das vezes, é tóxico para o fígado. A esteatose hepática, que é o acúmulo de gordura no fígado, pode ser causada exclusivamente por anti-inflamatório.

Segunda situação

Você pode ter ouvido de um médico que o seu caso não é de cirurgia e que não há mais o que fazer. Basta esperar para ver como evolui. Isso é algo que você, realmente, não deve aceitar.

Terceira situação

Você já passou por vários médicos, toma um remédio diferente a cada vez e não tem resultado.

O que a ciência diz sobre a regeneração natural?

Em um estudo científico que foi feito e publicado em uma revista americana, foram avaliadas, em um período de quatro anos, 2.548 pessoas que tinham artrose de joelho, a fim de identificar o nível de dor que possuíam. Essas pessoas tinham o mesmo grau de artrose, ou seja, o mesmo grau de evolução da doença.

O estudo identificou que pessoas que consumiam menos magnésio tinham mais dores se comparadas com aquelas que consumiam mais. O magnésio, além de ajudar na diminuição das dores, também melhorou a função articular.

O estudo comprovou, portanto, que é possível tratar dores articulares, mesmo que você tenha lesões degenerativas, como é o caso da artrose.

Por que eu devo acreditar nisso?

Eu sou o Dr. Gabriel Azzini, em 2003 terminei a faculdade de medicina e entrei em uma residência de Ortopedia e Traumatologia, que dura três anos.

Então, durante esses anos de estudos na ortopedia, atendemos milhares de pacientes que sofrem com dores articulares.

Entretanto, nesse período não conheci nenhum suplemento, apenas medicamentos que são forçados pela indústria farmacêutica a serem indicados. Mas no final, percebemos que o efeito desses medicamentos é muito limitado e geralmente, podem trazer efeitos colaterais.

Durante muito tempo, eu ignorava o poder da suplementação natural na saúde das pessoas que sofriam com dores articulares.

Foi somente em 2014, no momento em que eu passava por uma fase de depressão e sentia dores articulares no joelho que eu decidi, por conta própria, a estudar sobre os artigos relacionados à medicina natural, de alimentação, suplementação e estilo de vida.

Nessa época, entrei em uma pós-graduação de medicina integrativa, o que realmente mudou a minha visão da medicina. Depois disso, continuei estudando e fiz pós-graduação em nutrologia; em medicina do esporte e na sequência, um fellowship em medicina regenerativa, ligada à Associação Americana de Medicina Regenerativa.

Hoje, dou aula e ensino outros médicos a tratarem dessa maneira mais natural pacientes que têm dores articulares.

Medicina regenerativa, como ela contribui?

Na área, temos um conceito muito importante, que é o preparo do solo. A gente faz uma comparação do organismo humano com o solo, se este é fértil ou não.

Então, não adianta você querer uma recuperação se o seu organismo é muito parecido com o solo pobre: não tem condições de nutrientes (que você obtém através da alimentação ou da suplementação); não tem um controle adequado da qualidade do seu solo. Assim, você não vai conseguir obter resultados, independentemente do tratamento que estiver fazendo.

Hoje, as pessoas que me procuram querem melhora de vida. Aplico, portanto, todos os conhecimentos que aprendi durante esses anos de estudo, a fim de melhorar a alimentação dos pacientes. Utilizar o suplemento adequado para cada paciente para auxiliar, também, a qualidade das células e o seu processo regenerativo.

Suplementação importante

Magnésio

magnésio é um tipo de suplemento que utilizo frequentemente. Trata-se de um mineral que muitas pessoas, às vezes, tomam por conta própria e têm resultados incríveis. Em outros casos, porém, elas o fazem da maneira errada, tanto no tipo quanto na quantidade.

A maioria das pessoas utilizam cloreto de magnésio, que embora seja um magnésio bem barato, tem uma absorção mais baixa pelo organismo.

Em outros casos, a pessoa acha que tem quantidade suficiente de magnésio no organismo, porque fez exame de sangue. O exame de sangue, porém, não tem relação com a quantidade de magnésio que você detém dentro das células.

É dentro das células, justamente, que ele apresenta os principais benefícios, as principais funções, porque é lá que ocorre a produção de energia capaz de regenerar o seu corpo. Então, se você não medir o magnésio dentro da hemácia, você não vai ter ideia de como realmente está a quantidade de magnésio no seu organismo.

Magnésio certo

Eu costumo utilizar uma mistura de alguns tipos de magnésio. Utilizo o magnésio glicina, que é excelente para a articulação; o magnésio dimalato, que é bom para a articulação e geração de energia; o magnésio citrato, que é o sal com melhor absorção de magnésio. Isso tudo em um suplemento só.

O grande problema é quando as pessoas tomam os suplementos errados. Por isso, procuro associar vários suplementos, para que possamos obter uma melhora da qualidade de vida desses pacientes.

Resultados com a utilização de magnésio

A suplementação de forma correta e ordenada traz resultados surpreendentes. A pessoa começa a se sentir melhor, tem mais liberdade e diminui a intensidade das dores articulares. Para o médico, isso é contagiante.

Também fazemos algumas mudanças na alimentação, porque esta pode ser uma causa de inflação no organismo. É muito importante uma alimentação anti-inflamatória, em que os pacientes selecionam os alimentos corretos para simplificar e facilitar o processo de cura.

Outro ponto importante é a melhora da qualidade do sono, pois sem um sono de qualidade é difícil nosso corpo se regenerar.

Essa combinação de fatores, associada ao controle de estresse e à prática de exercícios físicos, traz resultados impressionantes na vida dos pacientes.

Para auxiliá-lo, você pode participar do meu curso online de como se livrar de dores. Não deixe de se inscrever em nosso site aqui para receber dicas e informações e baixe, também, o e-book gratuito Livre de Dores.

Aproveite também para entrar no meu grupo do telegram aqui e ter um contato mais direto comigo.